A MÁQUINA DO TEMPO É O MISTÉRIO DE DEUS?

O LIVRINHO DOS SETE TROVÕES

CAPÍTULO 2

A MÁQUINA DO TEMPO E A HISTÓRIA

 
 

 

Inicialmente, faço questão de apresentar esse Livrinho como uma obra de ficção científica, não me preocupando em legitimá-lo a Bíblia.

Contudo, gradativamente, tais legitimações aparecerão naturalmente.

 

PARADOXOS DO TEMPO:

A máquina do tempo que defendo, tem liberdade para ir em qualquer época, pois todos os paradoxos foram quebrados da seguinte maneira:

Quando os homens forem regredir no tempo, convém que eles queiram ir para o local no passado que tenha registrado a presença deles, e este local no sentido amplo da palavra é o local onde a história registra presença de anjos ou seres semelhantes.

 

E, se o viajante do tempo não respeitar esta direção, certamente ele não conseguirá atingir seu objetivo, pois a Máquina do Tempo existe antes da mesma e quem a comanda é Deus, e se um homem tentar estar em regresso no tempo num local que Deus não permita, o próprio Deus mandará seus anjos para impedir que o viajante do tempo interfira nesse ou naquele ponto.

 

Só interferimos no passado, quando é necessário historicamente.

 

Conclusão: quando o homem estiver apto à construir a Máquina do Tempo e posteriormente manipulá-la, no mesmo instante uma Organização Universal, entrará em contato com ele, e assim é percebido fisicamente que existe uma Instituição que policia todo o Cosmos, e esta ficção é uma realidade, pois presencio esta organização, uma vez que conheço o mistério "e os inimigos destes são hackers poderosos que dominam toda internet e me perseguem 24 horas por dia durante 7 anos".

 

E assim, só se manipula o passado quando se sabe o que tem a fazer lá e mediante a ordem daquele que filosoficamente construiu o universo.

 

Como citei, a anulação dos paradoxos do tempo são destruídos no momento em que o viajante do tempo regride no tempo no intuito de estar onde a história registra que ele esteve, ou seja "hipótese":

Em 2001 foi registrado que um homem do futuro esteve aqui oriundo do ano de 2036. Em 2036 será escolhido um homem para voltar ao ano de 2001 para executar o que a história registra. Caso esse homem desconheça a história de sua presença em 2001, não haverá nenhum problema, pois ele executará em 2001 exatamente o que história existente em 2036 relatou. Porém se ele souber o que ele fez/fará em 2001, ele terá todas as condições de criar Paradoxos do tempo, pois bastará não fazer ou fazer algo a mais, que os paradoxos seriam criados.

 

O que obriga o viajante do tempo fazer o que está determinado é o respeito que ele tem pela missão que irá executar.

Mas, digamos que ele se rebele e não queira a missão ou vá no intuito de fazer tudo ao contrário do que registra a História: certamente os paradoxos serão criados e isto geraria realidades paralelas "que eu particularmente reprovo / pois criariam histórias paralelas e automaticamente uma infinidade de universos paralelos toda a vêz que o viajante do tempo fizesse um ato fora do que estava determinado na história oficial, e isto é caótico e totalmente desarmônico a filosofia regente no universo que conhecemos".

Para resolver este problema, basta que no momento em que o viajante do tempo iniciar o regresso no tempo para 2001, ele seja detido por um ser/anjo.

E em 2001 um anjo semelhante fisicamente ao "suposto viajante do tempo" executaria a missão.

Vemos nesse exemplo que a existência de uma máquina do tempo que não provoque paradoxos necessita da existência de seres diretamente ligados à algo que conheça o nosso interior e este algo pode ser Deus, e é este ser que orientaria as ações dos viajantes do tempo.

Você discorda deste raciocínio?

Você consegue imaginar outro ser que não seja Deus "conhecedor pleno de todos os atos" para liderar esse policiamento cósmico?

Obs.: estou trabalhando com hipóteses no intuito apenas de expor a linha de raciocínio para que você entenda a relação entre Máquina do Tempo e Deus.

 

Agora, vamos para a segunda etapa do raciocínio que é a relação entre Apocalipse e Máquina do tempo:

 

Suponha que você construa a Máquina do tempo e regrida no tempo para dizer para alguns homens do passado que diga a seus descendentes que no futuro você precisará deles para chegar a ser rei do planeta Terra e isto é feito. E assim esses homens do passado divulgam isso para seus descentes.

Então, o futuro chega e várias religiões existem, sendo elas: cristianismo, judaísmo e islamismo e seus respectivos Livros Sagrados (Torah, Bíblia e Corão) e todos os códigos que você (viajante do tempo) orientou aos "profetas" dessas três religiões, foram feitos para quando você nascesse apenas você conseguisse decifrar e assim ser reconhecido pelas religiões que você é o escolhido para ser o rei do planeta da Terra.

Pronto, você foi um cara muito criativo que inventou uma estória mirabolante no objetivo de te fazer rei do planeta e com essa criatividade toda, você decodificou o Apocalipse e todos os Livros Sagrados com grande facilidade.

 

Será que Deus existe? Será que os anjos existem?

Seja como for, o mundo acreditou em você e você começa a construir a Máquina do Tempo já como rei do planeta e como sendo o esperado das religiões e para algumas você é o messias.

Foi aí que porca torceu o rabo!!! Pois do nada começa a aparecer seres oriundos de locais misteriosos se dizendo representante de Deus e te acusando de besta, de filho de satanás!!! Uns dirão que os "seus supostos inimigos, na verdade são ETs que estão fazendo contato imediato de 3º grau".

Preciso escrever mais alguma coisa para justificar a relação entre Máquina do Tempo e Apocalipse?

Digamos que sim!!!

Você então para se defender de tais acusações, diz que você é verdadeiro representante do Deus vivo e aqueles que te acusam não são meros ETS e sim anjos de Satanás e o próprio que foram expulsos dos céus...

Creio que este texto já te familiariza à relação entre Máquina do Tempo e Deus, onde te coloco como inspirador das profecias de algumas religiões para futuramente ser o decodificador das mesmas e dentro desta decodificação te colocar como rei do planeta Terra no objetivo de construir a máquina do tempo se necessário for.

 

Porquê precisamos construir a Máquina do Tempo?

Vivemos num universo constituído de vários planetas e em alguns deles hão vida, tão inteligente quanto a nossa. Não obstante, dificilmente a forma física destes seria semelhante a nossa e no entanto, somos imagem e semelhança de Deus.

Pôr ventura, seríamos nós seres humanos, os únicos semelhantes a Deus?

 

Nós seres humanos não precisamos construir a Máquina do Tempo!!! Pelo simples fato de que Deus existe.

Se Deus Existe, logo não precisamos fazer aquilo que está determinado a Ele e seus anjos, ou seja ir para o passado no intuito de ocupar o lugar que a história registra que fora ocupado por seres misteriosos que não faziam parte da época em que a história registra "por Deus e seus anjos".

 

A priori, um homem que possui a Máquina do Tempo, pode perfeitamente existir antes do universo ser criado e ser o Criador do Universo  "Deus".

Enfim, a Máquina do Tempo profundamente analisada: cria Deus.

 

Se Deus existe, logo Ele não precisa ser criado. Se Ele não precisa ser criado, logo não é necessário criar a Máquina do Tempo, mesmo que sua construção física seja possível "pois se tentarmos regredir no tempo para ocupar o lugar de Deus: Deus nos destruirá".

Mas, se Deus pedir para que façamos a Máquina do Tempo na finalidade de sermos seus anjos. Então devemos construí-la. "Talvez, para que criemos um Deus que seja a nossa imagem e semelhança, caso outras formas físicas de seres inteligentes que se digam imagem e semelhança de Deus existam em outros planetas do universo, e sejam diferentes a nossa constituição física.

Logo haveria a possibilidade de um Deus diferente para cada planeta de vida inteligente, basta que a religião desses planetas digam que são a imagem e semelhança de Deus / afinal apenas nós seres humanos que seríamos semelhantes fisicamente a Deus?"

 

Então, haveria mais de um Deus?

Sim!

Quem seria o Deus desses Deuses???

O Super Deus!

Quem seria esse Super Deus?

O ESPÍRITO SANTO!!!

 

Analisando superficialmente a Bíblia a respeito dessa questão verificamos que o Espírito Santo possui mais autoridade que o Pai e o Filho "Jesus Cristo", pois os pecados cometidos em nome do Pai ou do Filho são passivos de perdão, mas em nome do Espírito Santo.  Não!  Assim está escrito na Bíblia!

 

Enfim, o Super Deus, seria o Espírito Santo?

 

Pelo que entendi em minhas pesquisas e no entendimento da Bíblia "conforme será visto no decorrer deste livrinho" é que a Sua face nunca será vista, porém saber-se-á os efeitos de Sua Existência. E os respectivos Deuses de outros planetas, saberão que existe o Super Deus "Espírito Santo", e todos Eles pensarão que o Super Deus é Ele com regressos no tempo a mais. Porém a educação que o Super Deus deu a Esses, fará com que Esses se auto intitulem Deus de seus planetas, mas ao Super Deus, será denominado de "Espírito Santo".

Se assim fosse, a História teria sido escrita e feita dessa forma, e o Deus de planetas se auto-intitulam Deus pois o Super Deus "Espírito Santo", assim confeccionou a História antes do nascimento daquele que ao regredir no tempo se tornaria o Deus de seu planeta.

 

Talvez eu esteja me antecipando às conclusões, mas isto é tão óbvio, que não carece de maiores explicações tendo em vista que se a Máquina do Tempo puder ser construída e utilizada, a origem do Deus do planeta Terra será encontrada e a utopia acima será um fato.

 

Não obstante, uma vez a Máquina do Tempo estando construída, quem nos garante que entre os viajantes do tempo, só haverão anjos obedientes ao Espírito Santo. Pois bastaria um anjo rebelde, ao descuido dos demais anjos, regredisse no tempo além do permitido, localizando-se antes dos demais, e após, se auto-intitular Deus, pedindo para que os demais o veja como tal.

Em contraposição, imediatamente uma outra voz se dizendo Deus surgirá e o acusará de Lúcifer.

 

E o impasse estará formado.

Qual dos dois será o verdadeiro???

Teriam os dois utilizado do mesmo artifício???

 

Obviamente, estou expondo suposições. Uma vez que não afirmo ser necessário edificarmos a Máquina do Tempo. Pois só precisaríamos edificá-la caso Deus não existisse, ou se Ele nos pedisse para que a edifiquemos e sejamos seus anjos aptos para a construção física do Paraíso prometido pelos profetas, inspirados pôr Deus.

 

Deus só fará essa solicitação, caso sua presença em determinado planeta, se fizer como inexistente. Ou seja, um planeta repleto de injustiça, onde as igrejas que se dizem representantes de Deus, se fazem cúmplice do sistema injusto.

 

Será que vivemos esse momento?

 

Caso sim, a justiça de Deus terá sido destruída, pois tudo que supostamente derivaria de Deus, estará manchado com o sangue dos justos.  E entre os justos renascerá a justiça que inicialmente se fará atéia e na lógica do ateísmo se redescobrirá a justiça de Deus. 

No decorrer do renascimento da justiça "conforme veremos nesse livrinho" verificar-se-á que a inteligência humana somada a ciência é capaz de criar o paraíso prometido pelas religiões, pois assim o Espírito Santo teria edificado o universo, onde tudo seria possível para a inteligência, caso seus fiéis "religiosos" desconhecessem a justiça apesar de gritarem seu nome.

 

O presente Livrinho objetiva mostrar ao leitor, que nós seres humanos podemos construir o paraíso prometido pelos profetas e verificaremos que nós não estaremos burlando as profecias e sim a complementando, pois as profecias teriam sido feitas para nos recepcionar, caso a nossa presença seja necessária.

 

A Utopia deste livrinho baseia-se na possibilidade de que a humanidade precise de nós homens para resolver os problemas que a injustiça proporcionou.  Pois a injustiça "pecado" teria distanciado a justiça de Deus de nós e precisaríamos da razão para acabar com a injustiça trazer a justiça de Deus de volta, seja meramente reencontrando a justiça ou criando o nosso Deus "terrestre" através da Máquina do Tempo com sua respectiva justiça.

 

A possibilidade de criar o Deus da Terra através da Máquina do Tempo, não significa destruir o Deus que já existe e sim dar origem ao Deus que já existe.

É o mesmo que criar Deus com sua respectiva justiça apesar dEle já existir antes de nós, mas o tempo não é aquilo que todos pensam conhecer...

E assim, respeitaremos o conteúdo de todos os livros sagrados, pois tais foram escritos com esse objetivo e este livrinho tem a finalidade de explicar isto, pois ele é o LIVRINHO DOS SETE TROVÕES, sendo doce na boca, mas amargo no estômago. (Apocalipse capítulo 10)

Será que estou errado?

capítulo anterior   próximo capítulo

 
 
 
 
 
 
 
 

 

Desenvolvido por PEPE PROPAGANDA